sábado, 12 de novembro de 2011

O abate do Constellation

Super Constellation da TAP na Madeira

Uma afirmação que li há pouco num blog que costumo acompanhar deixou-me algo pensativo...
Como não há hipótese de fazer comentários por lá, fica mesmo por aqui a minha opinião sobre essa afirmação....

O assunto em questão o Constellation que tinha sido desviado por Palma Inácio, em acção de protesto contra o regime de Salazar.
Após o lançamento e panfletos sobre a capital, Lisboa, o Connie dirigiu-se a Marrocos, perseguido por F-86F, descolados da BA5, em Monte Real que tinham como missão, forçar o avião da TAP a aterrar ou abatê-lo...

A pessoa em questão referia:
HOUVERAM NO ENTANTO NOTÍCIAS CONTRADITÓRIAS NA ALTURA. ALGUMA IMPRENSA NOTICIOU QUE O REFERIDO AVIÃO DA TAP FOI INTERCEPTADO DENTRO DO NOSSO ESPAÇO AÉREO,MAS OS PILOTOS DA FORÇA AÉREA RECUSARAM-SE A OBEDECER À ORDEM RECEBIDA.PESSOALMENTE NÃO ACREDITO NESTA ÚLTIMA VERSÃO,ATÉ PORQUE CONHECIA MUITO BEM OS PILOTOS E O SEU PATRIOTISMO ERA INQUESTIONÁVEL,COMO ALIÁS O DE TODOS NÓS.

Efectivamente não tenho dúvidas que os pilotos fossem patriotas mas, tenho realmente imensas dúvidas que a questão de abater ou não um avião comercial cheio de civis possa ser considerada simplesmente uma questão de patriotismo...
Alguém que se recuse a abater um avião destes deverá ser punido por isso, como anti-patriota ou louvado como pessoa com os valores correctos?

É fácil falar agora, a anos de distância, sentadinho no computador e num contexto social completamente diferente mas, não me suscita muita dúvidas qu,e mesmo que os F-86 tenham chegado a interceptar o Constellation no espaço aéro nacional, a decisão de deixá-lo continuar, mesmo contra ordens, teria sido a mais correcta e digna de um Homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário